Évora

Beleza natural e riqueza monumental condensadas numa cidade

Évora, situada no Alentejo, é uma cidade de rara beleza, abraçada pelas suas muralhas, carregada de memórias históricas em cada rua, cada casa e cada habitante, herdeira de um rico e diversificado património cultural, edificado e preservado ao longo do tempo. Habitada desde o Neolítico, as suas praças e monumentos contam-nos sobre a história local e nacional, a religião e a cultura, fazendo com que o seu povo se orgulhe do passado e do presente. As belezas naturais desta região aliadas à riqueza monumental desta cidade moderna e turística, classificada Património Mundial em 1986 pela UNESCO, fazem de Évora o principal pólo de atrações da região.

Hoje, Évora é uma cidade de média dimensão que assume claramente a sua vocação para o património, a cultura e a sustentabilidade. A forte dinâmica cultural que tem marcado a vida da cidade nos últimos anos levou ao empenho de toda a sociedade na candidatura a Capital Europeia da Cultura 2027.

Ao longo das últimas décadas, Évora tem assumido uma aposta clara no combate às alterações climáticas apostando em medidas orientadas para a sustentabilidade, nos mais diversos níveis, implementando, por exemplo, as primeiras Redes Inteligentes de Eletricidade em Portugal e procurando sistematicamente desenvolver novas formas de conceber produção e distribuição de energia elétrica, mostrando que é possível aliar desenvolvimento e modernidade com a preservação e valorização das tradições culturais e valores patrimoniais.

Figuras Chave

1307 km²

Área

56.596

População

Séc. I d.C.

Construção do templo romano de Évora

Locais de demonstração

Durante o POCITYF, as atividades de demonstração em Évora decorrerão em três locais distintos:

O Centro da cidade de Évora, sendo Património Mundial da UNESCO, a par de muitas cidades europeias com um forte património histórico, representa um desafio em termos de implantação de soluções inovadoras que modifiquem as fachadas e as coberturas dos edifícios, tendo em conta o panorama energético atual e um futuro sustentável mais verde. Évora será um exemplo de como ultrapassar estes desafios. No centro da cidade de Évora existem cerca de 2.590 edifícios, 3.541 agregados familiares e 4.738 residentes, numa área de cerca de 113 ha. Os edifícios visados são os seguintes: Mercado Municipal 1º de Maio (comércio); Arena d’Évora (multi-usos); Teatro Garcia Resende (teatro); EB1 S. Mamede (escola); Paços do Concelho (Câmara Municipal); Edifício da Antiga Rodoviária (edifício de escritórios); Escola do Rossio de S. Brás (escola), Centro Interpretativo (serviços e aberto ao público), para exposição interativa dos resultados do POCITYF.

Valverde é uma pequena aldeia rural do interior de Évora. Tem cerca de 450 habitantes e 200 edifícios, sendo a maioria residenciais, todos ligados à rede de BT. A Universidade de Évora, com Polo na Mitra, proprietária de uma subestação secundária, é apenas um cliente MT em Valverde. Valverde tem sido um pólo de inovação no que diz respeito a projetos de orientação energética e com POCITYF, Valverde dará o próximo passo na sua transição energética, alcançando um desempenho energético positivo.

O parque industrial e comercial representa um desafio diferente ao nível do desempenho energético, sendo composto por: um cliente industrial, com as suas atuais e futuras instalações em Évora, que estará equipada com as mais modernas infraestruturas de TIC; um parque de ciência e tecnologia, será utilizado como edifícios de demonstração, com uma área de 8.900 m2; e um espaço comercial, com 3833 m2 de área comercial, que abrange um conjunto de edifícios comerciais, composto por supermercado, loja de roupas, loja de artigos eletrónicos e estacionamento.

Soluções

> All Solutions

Edifícios e distritos de energia positiva

Edifícios de energia positiva (autónomos)

Em Évora serão implementadas soluções de poupança de energia, aumentando a penetração local das energias renováveis ​​através de soluções que respeitem a fachada arquitetónica da cidade. Acresce que esta área apresenta um enorme potencial ao nível da geração fotovoltaica e da variedade de projetos anteriores que já dotaram Évora de uma rede inteligente avançada, premiando a cidade com o título de primeira cidade Ibérica de Rede Inteligente.

Alguns Elementos Inovadores que serão utilizados em Évora:

  • Vidro fotovoltaico; Cobertura fotovoltaica; Claraboia fotovoltaico e telha PV, serão usados ​​de acordo com os códigos de construção e projetos arquitetónicos, tornando-os adequados para áreas históricas.
  • Para uma gestão otimizada do fluxo de energia serão instalados Inversores Inteligentes Bidirecionais, Rotadores de Energia de Eletrónica de Potência, Sistemas Avançados de Gestão de Edifícios, Sistemas de Gestão de Energia Residencial / Predial.

Implantação de Zonas de Energia Positiva

Serão implantadas Zonas de Energia Positiva, através da redução do consumo de energia e aumento do consumo de renováveis, sustentado por soluções TIC avançadas que irão promover a flexibilidade e permitir fluxos de energia eficientes entre os edifícios e a rede de distribuição. O uso de soluções de armazenamento de energia conectadas à rede também contribuirá para o desempenho positivo dos locais selecionados.

Alguns Elementos Inovadores que devem ser usados ​​nesta solução são:

  • Sistema de Gestão de Distribuição Inteligente, para aprimorar os esquemas de monitorização e controlo da rede.
  • Plataforma de comercialização de energia P2P, como um pilar transacional que permite o funcionamento do mercado local entre edifícios, premiando também as ações sustentáveis ​​dos cidadãos.

Alimentando as Zonas de Energia Positiva com fluxos de resíduos, promovendo a simbiose e a economia circular

O POCITYF pretende demonstrar e replicar histórias de sucesso para a utilização de fluxos de resíduos (calor e material), provenientes de diferentes fontes, como uma via alternativa altamente eficiente para satisfazer as necessidades energéticas e reduzir o desperdício, em linha com as políticas da UE relativas à promoção da simbiose industrial e circular economia.

Alguns Elementos Inovadores que devem ser usados ​​nesta solução são:

  • Sistemas Pay-As-You-Throw (sistemas de taxa variável) para produção de resíduos e sistemas de reciclagem.
  • Baterias residenciais de 2ª vida, esses sistemas reaproveitam os módulos de bateria dos VEs, potencializando a economia circular desta implantação;

Armazenamento e gestão de energia P2P

Redes elétricas flexíveis e sustentáveis com soluções de armazenamento inovadoras

A geração de energia mudará drasticamente para uma geração descentralizada principalmente em áreas residenciais e quarteirões / zonas, uma vez que a energia produzida por FER será injetada nas micro-redes. O POCITYF demonstrará soluções inovadoras de armazenamento e flexibilidade de rede que permitam o gerenciamento eficaz das questões centrais de sub-redes de energia interdependentes e subsistemas de ambientes de redes inteligentes de zonas / cidades sustentáveis.

Alguns Elementos Inovadores que devem ser usados ​​nesta solução são:

  • Plataforma e algoritmo que controlam o aprovisionamento de flexibilidade e os serviços de mercado.
  • Baterias residenciais de 2ª vida;
  • Plataforma de comercialização de energia P2P.

Aquecimento / arrefecimento urbano flexível e sustentável com soluções inovadoras de armazenamento de calor

No parque comercial, a inércia térmica das câmaras frigoríficas e de congelação é utilizada para obter economia de energia mensal. Durante o POCITYF, a gestão em tempo real responsável pela execução deste método será otimizada, ao ser automatizada e adicionada, como um módulo, ao Sistema Avançado de Gestão do Edifício Schneider que aí será instalado. Por outro lado, no centro da cidade de Évora, os edifícios municipais irão visar serviços de flexibilidade orientada para o mercado para melhorar a sua autossuficiência, podendo ser utilizados como produto do mercado de serviços auxiliares ou para a DSO.

Alguns Elementos Inovadores que devem ser usados ​​nesta solução são:

  • Armazenamento por congelamento na loja, uma solução inovadora e simples que aproveita as capacidades naturais de armazenamento das câmaras frigoríficas e de congelação.
  • Serviços de flexibilidade de construção orientados para o mercado, permitindo que revendedores / agregadores lidem com a flexibilidade térmica dos edifícios.

Integração da E-Mobility na rede inteligente

Carregamento inteligente de VEs e V2G

O POCITYF tem como objetivo demonstrar e realizar estudos de replicação para a ideia de V2G e estações de carregamento inteligentes alimentadas a energia solar para apoiar a gestão da procura e fornecimento de energia (com um esquema de gestão de carregamento inteligente) a nível da Zona de Energia Positiva, enquanto aumenta a capacidade de armazenamento de energia em grande escala e promove soluções de mobilidade mais amigas do ambiente. Do ponto de vista do cidadão, esta solução também aborda os aspetos da mobilidade elétrica.

Alguns Elementos Inovadores que devem ser usados ​​nesta solução são:

  • Plataforma de gestão de energia para o controlo dos carregamentos de VEs.
  • Inversores inteligentes bidirecionais para carregamento inteligente de VEs e aplicações V2G para permitir que o carregamento inteligente de VE contribua posteriormente para a redução do pico de consumo.
  • Postes inteligentes de iluminação, com carregamento VE e funcionalidades 5G.

Serviços de mobilidade elétrica para cidadãos e tecnologias auxiliares de VE

O Centro Histórico de Évora vai tirar partido do esquema de partilha de VE introduzido em Alkmaar. Atendendo aos atuais problemas que Évora enfrenta em termos de tráfego e estacionamento na zona histórica da cidade, esta solução pretende reduzir o congestionamento de automóveis particulares e municipais para a prestação de serviços urbanos de curta distância, através de mecanismos de partilha de VEs pertencentes ao município Évora.

Co-criação orientada pelo cidadão

Mecanismos de inovação social para o envolvimento dos cidadãos

A transição energética para edifícios, zonas e comunidades positivas deve ser perseguida através de uma relação estreita com os cidadãos, englobando uma abordagem ascendente em que os processos de co-criação, co-desenvolvimento e co-implementação desempenham um papel central, com o objetivo de prevenir o desligamento que, pode surgir da implantação de soluções não personalizadas, agnósticas à cultura e história dos cidadãos locais. Essas estratégias inovadoras de engajamento social serão projetadas para impulsionar e motivar os cidadãos a participar e criar soluções em conjunto com a indústria e os legisladores.

Alguns Elementos Inovadores que devem ser usados ​​nesta solução são:

  • Transformação digital em Inovação Social permitindo que entidades privadas criem campanhas de arrecadação de fundos para aliviar a pobreza energética com a implementação de projetos verdes, fazendo uso da plataforma de negociação P2P.
  • Plataforma de gamificação a ser utilizada para fomentar a interação com os consumidores de energia nas diferentes tipologias de edifícios nos diferentes blocos energéticos, criando estratégias à medida de divulgação de informação, promovendo desafios e competição baseada nas comunidades para potenciar o impacto nas estratégias de redução de energia sem comprometer os níveis de conforto.

Inovação aberta para administradores e gestores públicos

O município de Évora vai conhecer com o município de Alkmaar, através de ações de formação, as especificidades da abordagem TIPPING e vai replicar a sua implementação na cidade, estabelecendo uma ligação até ao nível regional. Évora irá reorientar as aprendizagens deste método para fazer face às restrições legais que acompanham a classificação de Património Mundial da UNESCO, combinando uma técnica baseada em políticas com as melhores práticas que irão emergir dos resultados do POCITYF.

Ecossistema da cidade, interoperável, modular e interconectado

Esta solução não cobre apenas as necessidades de monitorização das áreas de demonstração ao nível dos edifícios e das zonas, mas também pavimenta o caminho para a transição para um ecossistema interconectado que irá sustentar a eficácia das várias faixas de transição, enquanto permite a conceção de novas soluções de topo para os dados que serão recuperados e centralizados numa plataforma ao nível da cidade.

Alguns Elementos Inovadores que devem ser usados ​​nesta solução são:

  • Extensão da Plataforma de Informação da Cidade (PIC), que oferece aos munícipes uma visão holística de suas cidades, apresentando perceções efetivas com base nos dados de domínio cruzado de diferentes áreas (tráfego, qualidade do ar, recolha de resíduos, entre outros).

Contactar a Equipa de Évora

Discover all the cities

Alkmaar

Évora

Bari
Celje
Granada
Hvidovre
Ioannina
Újpest